Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

... pensando?

Imagem
Facebook: "No que você está pensando?"

Naquele dia. Em que os nossos olhos se cruzaram e o sorriso foi meio de lado. Depois nas conversas bobas que se seguiram minutos a fio. E na música que tocava no celular. Também no momento em que nos despedimos com gosto de quero mais. (Apagado)

Facebook: "No que você está pensando?"

Na ligação de duas semanas atrás. E na saudade que estou do que vivemos e do que imagino que vamos viver. Tô pensando em como quase bati o carro um dia desses devaneando enquanto a nossa música tocava no cd player... (Apagado)

Facebook: "No que você está pensando?"

Em como é difícil os relacionamentos hoje em dia. Nos desencontros da vida. E nas peças que o destino prega. Tô pensando no seu nome. Na música da Ana Carolina "Eu só quero saber em qual rua Minha vida vai encostar na tua". (Apagado)

Facebook: "No que você está pensando?"

Em você. (Apagado - depois de cinco minutos)

Facebook: "No que você está pensando?&qu…

Que garantia.

- São três anos de garantia estendida. E eu acho que vale demais. Você vai ter direito a manutenção gratuita e outro computador se o seu estragar até 2017...
Três anos. Parei aí. Meu Deus do céu. O que será de mim daqui três anos! O fim do ano já é um mistério. Quem dirá três anos! Na verdade amanhã eu prevejo o cotidiano mas tudo pode mudar. O que eu posso ser nesse futuro?
- ...2017. E não é porque eu sou vendedor, seu nome? Ah! Nathália. Não é porque eu sou vendedor, não. Mas dessa vez vale a pena. Imagina quanto você vai gastar se a placa mãe queimar? Só trazer na loja para troca no valor do produto...
Mas eu posso estar morando na Europa. Mas a minha mãe pode trazer se estragar. E se eu estiver grávida? Mas aí vou estar casada também. Pelo menos fico em Brasília. Dou um jeito do João trazer se tiver de gêmeos. Caramba. A barriga vai estar enorme. E minha bunda... credo. Mas preciso arranjar um namorado antes de tudo. João só pode se ele não tiver dançando no dia. Ou trabalhando. Ou …

Sobre o mar...

Imagem
O mar desconstroi a gente. Leva embora as máscaras. Te constrange ao encarar a si mesmo, desnudo, sem apetrechos, sem maquiagem, em total vulnerabilidade. Te derruba. Passa a perna. Te engana. Ao mesmo tempo acaricia, limpa, hidrata a alma desidratando o corpo. Te faz lembrar da corda bamba da vida. E te joga de um lado para o outro. Sem cessar. Vai e volta. Ameniza. Revolta. Lava ao mesmo tempo que suja. Te oferece o horizonte. Te oferece a verdade de si mesmo. Balança os miolos e os reorganiza. De uma maneira leve e profunda. É contrários. Como a gente. Ah, o mar!

(Escrito em novembro de 2013)

Ao meu pai...

Imagem
Meu pai nunca teve tanto dinheiro. Não foi um mega empresário ou teve uma profissão digna do "tão bem sucedido" (aos olhos superficiais da sociedade). Ao contrário. Ele sempre foi lutador. Não dos ringues. Mas da vida mesmo. Caiu e levantou mil vezes. E sei que vai continuar fazendo isso até o fim de seus dias. Nunca nos presenteou com roupas e brinquedos caros, inclusive nunca os teve também. O nosso maior presente sempre foi esse olhar. Carregado de amor e lágrimas que revelam sua alma de sonhador. 
Meu pai tem nos ensinado as coisas de dentro. E desde a infância foi assim. O cuidado era revelado cotidianamente, na brincadeira compartilhada, nos risos soltos, nas conversas sérias, nos filmes assistidos, na música significada, na aproximação com Deus. "Minha filha, não esquece de rezar à Santa Bárbara." "Nathália, mentaliza flores no caminho." "Filha, esquece a raiva. Ela pode afastar seu anjo da guarda." "Nathália, a ansiedade é a ausênc…

Você smart.

E essa obsessão por tudo que é smart? E os mini infartos na hora em que se percebe que a bateria do celular está acabando? Carregador não é mais acessório. É artigo obrigatório nas mochilas e bolsas. Cabo usb também. E essa disponibilidade de estar 24h online? Online em todos os aplicativos de mensagem instantânea. O que é ser online, mesmo? Tira-se uma foto e o compartilhamento é imediato. E as mil atualizações da página para ver quantas curtidas se recebeu é de surtar os parafusos. Sem contar a agonia para a comunicação ser finalizada. O tempo de espera entre a última visualização e a resposta. Aff!!! E o trajeto dirigindo sem largar o celular!? Loucura! Daí pergunto a mim mesma. Onde quero viver minha vida? Fora ou dentro? Como fazer esse equilíbrio!? Quanta besteira essa vaidade nossa de ser vitrine nas redes sociais. Embora elas ainda tenham seu valor, é preciso cautela. Afinal, quando se deu conta, fala-se mais com o whatsapp do que com quem é palpável. E a agonia e ansiedade to…

Da noite da FLIP 2014

Gordinha de vestido vermelho dando um show de samba na praça. "Ela pirou de vez, tá pensando que eu sou seu cavalinho." Cantou o músico animado. Ela nem se importou. Copinho de cerveja na mão. Desceu e subiu do chão tal qual uma adolescente com as pernas flexíveis. Frio não sentia. De longe, um gringo a observava. O semblante era de quem não entendia porra nenhuma da letra, mas estava curtindo a algazarra em frente à Igreja Matriz. Inclusive, rente aos muros sagrados, enfileiradas se encontravam as barraquinhas de coqueteis. Jovens e velhos de todos os tipos e modelos saíam carregando copos coloridos de álcool. Um pouco atrás, que rapaz lindo aparentou de costas. "Olha aquele ali de barba e careca!" Virou. Realmente lindo! Mas jogava no nosso time. Com um decote cavado daquela regata, não rolava. Nessa hora a sambista oficial deu performance. Empolguei e dancei junto. O gringo voltou os olhos pra mim. Assustado ou admirado, não sei. Foi engraçado. Caímos na gargalh…