Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

O conto dos 60 anos

Imagem
Era uma vez a história de uma jovem moça de Monte Carmelo que se casou aos 16 anos com o apessoado moço da mesma cidade, que tinha 19, há sessenta anos. Ela, bonita, caçula de uma família de oito irmãos, chama Maria, assim como a mãe de nosso Senhor. Ele, rapaz de posses e mesmo tão novo dono de terras mineiras, chama João, assim como o primo de Jesus. João e Maria. Não saíram do conto de fadas recheado de casa de doces, bruxas e florestas. Mas eram João e Maria, um casal, enlaçado pela lei de Deus e pela lei dos homens, no pacato interior sul mineiro, numa época em que casar era uma instituição valorizada e respeitada. Fazer família era coisa séria, e também feliz, por assim dizer. 
De João e Maria nasceram os sobrenomes Coelho de Sousa, de Sousa Coelho, só Coelho ou Rezende. Variava e dependia. Todos foram distribuídos pelas oito crianças nascidas da luz de Maria: Junice, Juscélia, Jussara, Jussana, Juliana, Sebastião César, Sandro Roberto e Jaqueline, a mais novinha. Os sete primeir…

Guerra fria contemporânea

Imagem
Que poder é esse tem você de mexer de tal maneira com o meu equilíbrio, ao demonstrar-se tão desequilibrado para com a vida? Eu deveria seguir meu caminho sem pestanejar já que tenho em minhas mãos a chave para a liberdade: o amor. Posso dá-la a quem eu quiser. Posso eu mesma abrir portas e janelas por aí sem necessitar de um apoio externo. Mas ao pensar que a fechadura de seu ser não se destrancou ao receber minha chave, desabo dentro de mim. Uma mancha roxa proveniente de um soco cresce no peito tal qual uma patologia desconhecida. É preciso se aquietar e ir para longe de tudo que possa me lembrar você. 
O hematoma, contudo, persiste em enraizar-se unindo-se as entranhas da inquietação mental. O pensamento não para e precisa encontrar uma resposta para o dilema: Por que raios pessoas como você agridem tanto o seu oposto? Silenciosamente. Sem pronunciar uma palavra. Ignorando e alastrando indiferença para a possível ameaça do reino do senhor sozinho. Por quais motivos a clausura alhei…

Dúvida de significado

Imagem
- Martina, filha, você pode chamar o papai para tomar banho? - disse Marcela à pequena de 3 anos numa noite dessas.Com toda a força que tem em seus pulmõezinhos de criança, gritou:- Paaaaaaaai, tomar banho!! - parou de repente. Cochichou sozinha. - que coisa esquisita, tomar banho, por que não é lavar o corpo? Tinha que ser lavar o corpo. A mãe não acreditou. - O que é filha? Que você disse? - É mãe! Por que a gente fala tomar banho? Tem que ser lavar o corpo, esse é o certo! Tomar banho, tomar banho. Lavar o corpo é melhor, você não concorda? Risos.