da sabedoria da natureza.



Hoje fiquei observando a beleza dessa flor. E como Deus nos ensina por meio de suas criações. Suas pétalas seguem caminhos diversos. Se cruzam, passam uma por cima das outras. Cada uma segue uma direção qualquer, sem expectativa de retidão. E porque ela é diferente deixa de ser bela? De forma alguma! E afinal quem detém algum tipo de verdade sobre "ser bonito"? A vida é estabelecida por sua diversidade. E por isso é rica. Limita-se quem insiste em olhar só pra frente e esquecer os lados, atrás, acima, abaixo... Limita-se quem insiste em julgar as escolhas do outro, o diferente de si mesmo. Limita-se. Limita-se! Quero ser como essa flor! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sadomasoquismo e sociedade

Poema de terça-feira

A paixão de Jesus nos dias de hoje